sábado, 27 de outubro de 2012

suicidio

afffff maria!
passei, olhei, parei, te enxerguei...
num resisti, e vim vuandu, vuandu, dá meu pitaco.
posso cutucá esse angu de carosso com minha culher d pau?

existe um terrivel mau q nos assola.
este mau chama-se, vazil existencial!
este vazil existencial,
é a super-ambudanacia, a total falta de sonhos, e obgetivos na vida!

pois q direi, eu!?
as pessoas ditas (normais), tem motivos para se viver a vida...
já as pessoas q tem tendencia ao suicidio,
tentam achar motivos, para continuar vivendo a vida...
a cada manhã vem o pensamento!
até q ponto a vida vele a pena...?
q motivos tenho para viver...?
oq me prende aq...?

veja!
se um sugeito, lhes disser!
eu nao gosto d sair, odeio festas, gente me encomoda,
parentes, amigos! rsrsr q isso?
mulher, sexo? é tudo tão futil!
o trabalho é praserozo.
+ o rezultado é inutil!
a falta do-que fazer, faz com que ajunte capital,
sem ter onde gastar!

é viver da caridade de quem nos detesta!
é ter a mesa farta, e reclamar q falta o pão!
é ter alguem bem perto, e morrer d solidão!
é sorrir,com a alma em prantos... em prantos risos!
é desejar a morte, acima da vida!
é estar vivo... e morto, em pleno vigor!

o suicidio é o resultado da ansiedade,
q o sugeito tem de ver logo o fim da agonia,
d viver a vida!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O maior ladrao do mundo!

afffff maria mamae d DEUSSSS, so!
pois q direi, eu!
enquantu caminhava, nessa estrada da vida!
inerte observava as coisas da vida!
eis q vi o medo, a roubar tudo aquilo, q ainda nao tinha!

e no meu S2, considerei estas coisa.
e enxerguei o maior ladrao da face da terra.
O medo!
e mi vi, ralando feitu 1 jumento pega no mundu,
pa modi adquirir coisas, e ter 1 vida dita digna!

+ meu S2 estremeceu diante destes zoi, q esta terra jamais ha d degustar!
eis q antes de sonhar!
fui derrotado pelo medo!

e minha lingua grudou-se no ceu da boca seca,
ao ver q fui furtado pelo medo!
me roubaram tudo aquilo q eu, nem cheguei a adiquirir!

entao me veio a mente, o vil ladrao!
q vem e furta, aquilo q eu ralei, comprei com tanto empenho,
e quando estou usufluindo da quilo q adquirir!
vem, e me rouba, esse tao precioso bem!

+ o medo me rouba, aquilo q eu ainda nao tenho, nem jamais terei!
pelo siples fato do medo, me impedir conseguir a conquistar, os sonhos meu!
o ladrao rouba aquilo q vc tem!
+ o medo t rouba, aquilo q vc nao tem!
este e o medo, o maior ladrao do mundo!

domingo, 14 de outubro de 2012

Eis que DEUS esta com o prumo,
Para aprumar nossa vida,
Com a balança, para pesar nossas ações,
E com o metro,
Para medir a altura e a largura do nosso coração.

Mas quem suportara o justo juízo de DEUS!
Pois ele e como o fogo do ourives e como a potassa dos lavandeiros.

Assentar-se-á DEUS,
como o derretedor e purificador de prata;
Purificara, e nos refinara a alma como ouro e como a prata.

Assim como ourives, DEUS nos forja para vida,
Com o fogo da adversidade nos amolece,
Com as marretadas das perdas, nos molda,
E com as águas do sofrimento nos enrijece.

E com o metro,
Remede,
A intenção oculta de nosso coração.