sábado, 29 de setembro de 2012

olaaaaaaa, uai!
tavu ka, a merce d Deus dara, quandu passei. olhei, tv!
num rezisti e vim vuandu, vuando, tv!
+ seara q agente podemus, eu mi lamentar, lamuriar,
enxarcar di lagrimas os ombrus teus!

ki seja eu, embriagado pela cachaca da vida,
ki eu curta as horas, q incurta minha vida.
ki saiba eu, degustar os doces amargos q ha na vida.
ki saiba eu, conservar os bons momentos da vida,
e trupicandu consiga contornar as pedras da vida.

inerte luto,
se parado ando,
calado falo,
se sorrindo choro.
o inicio esta no fim!

hj o tempo nao anda,
galopando passa como 1 tiro diante de nossos olhos.
e no fritar dos ovos!
viver e ganho,
e o morrer e lucro.
vaidade d vaidades.
diz o pregador, tudo e vaidade!

affffff maria, so!
perdoe-me pelo palavrorio desvairado,
deste devaneio louco, d 1 louco!
bjos 1000

Nenhum comentário:

Postar um comentário