domingo, 5 de fevereiro de 2012

3 sóis

Em fim, o negrume azul da vida se foi.
Em um ensolarado dia de verão,
Esquentou o jardim florido,
A caverna do meu sepulcro.

Sai, e enxerguei 3 sóis.
Inerte, permaneci contemplando,
De olhar cério,
Jardins floridos, em meu cemitério.

Arregacei as mangas.
100 pensar comecei a lutar!
Deixei-me levar, por um ardente desejo,
100 saber onde vai dar!
Se irei sorrir, se vou chorar.

Pois ver a vida do lado d fora, é frustrante!
100 porque nem para quê...
Se provo ou desprovo...

+ guardo a certeza no peito!
Que meu mundo está feito.
Com efeito, meu sepulcro é perfeito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário