quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

A sombra da noite

A primavera do outono se foi...
As flores murcharam,
As rosas se secaram,
A vida se foi!!

A sombra da noite à rodear
Um lindo dia de trevas...
Os rouxinóis e sabiás,
O hino Da morte a cantar...

No gram teatro da vida,
A triste morte há encenar...
Tirando os protagonistas de sena...
Nesta terra... Jamais voltará...

Nenhum comentário:

Postar um comentário