sábado, 27 de outubro de 2012

suicidio

afffff maria!
passei, olhei, parei, te enxerguei...
num resisti, e vim vuandu, vuandu, dá meu pitaco.
posso cutucá esse angu de carosso com minha culher d pau?

existe um terrivel mau q nos assola.
este mau chama-se, vazil existencial!
este vazil existencial,
é a super-ambudanacia, a total falta de sonhos, e obgetivos na vida!

pois q direi, eu!?
as pessoas ditas (normais), tem motivos para se viver a vida...
já as pessoas q tem tendencia ao suicidio,
tentam achar motivos, para continuar vivendo a vida...
a cada manhã vem o pensamento!
até q ponto a vida vele a pena...?
q motivos tenho para viver...?
oq me prende aq...?

veja!
se um sugeito, lhes disser!
eu nao gosto d sair, odeio festas, gente me encomoda,
parentes, amigos! rsrsr q isso?
mulher, sexo? é tudo tão futil!
o trabalho é praserozo.
+ o rezultado é inutil!
a falta do-que fazer, faz com que ajunte capital,
sem ter onde gastar!

é viver da caridade de quem nos detesta!
é ter a mesa farta, e reclamar q falta o pão!
é ter alguem bem perto, e morrer d solidão!
é sorrir,com a alma em prantos... em prantos risos!
é desejar a morte, acima da vida!
é estar vivo... e morto, em pleno vigor!

o suicidio é o resultado da ansiedade,
q o sugeito tem de ver logo o fim da agonia,
d viver a vida!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O maior ladrao do mundo!

afffff maria mamae d DEUSSSS, so!
pois q direi, eu!
enquantu caminhava, nessa estrada da vida!
inerte observava as coisas da vida!
eis q vi o medo, a roubar tudo aquilo, q ainda nao tinha!

e no meu S2, considerei estas coisa.
e enxerguei o maior ladrao da face da terra.
O medo!
e mi vi, ralando feitu 1 jumento pega no mundu,
pa modi adquirir coisas, e ter 1 vida dita digna!

+ meu S2 estremeceu diante destes zoi, q esta terra jamais ha d degustar!
eis q antes de sonhar!
fui derrotado pelo medo!

e minha lingua grudou-se no ceu da boca seca,
ao ver q fui furtado pelo medo!
me roubaram tudo aquilo q eu, nem cheguei a adiquirir!

entao me veio a mente, o vil ladrao!
q vem e furta, aquilo q eu ralei, comprei com tanto empenho,
e quando estou usufluindo da quilo q adquirir!
vem, e me rouba, esse tao precioso bem!

+ o medo me rouba, aquilo q eu ainda nao tenho, nem jamais terei!
pelo siples fato do medo, me impedir conseguir a conquistar, os sonhos meu!
o ladrao rouba aquilo q vc tem!
+ o medo t rouba, aquilo q vc nao tem!
este e o medo, o maior ladrao do mundo!

domingo, 14 de outubro de 2012

Eis que DEUS esta com o prumo,
Para aprumar nossa vida,
Com a balança, para pesar nossas ações,
E com o metro,
Para medir a altura e a largura do nosso coração.

Mas quem suportara o justo juízo de DEUS!
Pois ele e como o fogo do ourives e como a potassa dos lavandeiros.

Assentar-se-á DEUS,
como o derretedor e purificador de prata;
Purificara, e nos refinara a alma como ouro e como a prata.

Assim como ourives, DEUS nos forja para vida,
Com o fogo da adversidade nos amolece,
Com as marretadas das perdas, nos molda,
E com as águas do sofrimento nos enrijece.

E com o metro,
Remede,
A intenção oculta de nosso coração.

sábado, 29 de setembro de 2012

olaaaaaaa, uai!
tavu ka, a merce d Deus dara, quandu passei. olhei, tv!
num rezisti e vim vuandu, vuando, tv!
+ seara q agente podemus, eu mi lamentar, lamuriar,
enxarcar di lagrimas os ombrus teus!

ki seja eu, embriagado pela cachaca da vida,
ki eu curta as horas, q incurta minha vida.
ki saiba eu, degustar os doces amargos q ha na vida.
ki saiba eu, conservar os bons momentos da vida,
e trupicandu consiga contornar as pedras da vida.

inerte luto,
se parado ando,
calado falo,
se sorrindo choro.
o inicio esta no fim!

hj o tempo nao anda,
galopando passa como 1 tiro diante de nossos olhos.
e no fritar dos ovos!
viver e ganho,
e o morrer e lucro.
vaidade d vaidades.
diz o pregador, tudo e vaidade!

affffff maria, so!
perdoe-me pelo palavrorio desvairado,
deste devaneio louco, d 1 louco!
bjos 1000

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Tempo amigo tempo


estando eu, há mercê de Deus dará.
olhando firmemente rumo ao caso do acaso.
inerte enxergo as virtudes d 1 dia q ainda não veio.
eis-me-aqui!
morto em pleno vigor.

pois q direi?
miserável homem q sou!
no complexo incompleto, mundo dos mortos vivos.
meus olhos brilham ao ver acontecer,
realizados sonhos, q outrora luziam.
que jh aterrorizam uma lucida mente...

vendo q o tempo fascina, aterroriza,
muda, transforma, faz, desfaz!
que as coisas q foram, já não são!
as q são, não foram!
e ainda, as q ão de ser, já foram 1 dia.

o tempo é a testemunha fiel.
1 sábio promotor
1 honesto juis.
+ é muito +! 1 carrasco cruel.

o tempo é mau! é cruel.
o tempo transforma as coisas boas em más,
e as más em boas!
e quem me livrará do corpo desta morte?

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Arri égua!

Meus sentidos se aguçaram...
Meu espírito estremeceu...
E minh-alma entremeceu...

Ergo os meus olhos rumo ao acaso,
E nada vejo d-alem do caos...
Ainda sim corre gélido sangue,
Em minhas veias quentes...

Há em meu peito 1 coração,
Que trotando pula, feito 1 animal selvagem,
Abatido por 1 abiu caçador.

Hoje meus olhos mortos,
Enxergam vida, nos sonhos mortos...
A realidade soa nua, crua! É cruel!

Eis-me aqui, morto em pleno vigor!
Miserável homem que sou!
Quem me livrará desta morte?

sábado, 10 de março de 2012

Correr atraz

Meu bem, você me faz.
Sonhar e correr atrás,
De um sonho já perdido...

Porque muitos me fazem
Refletir sobre a vida,
Mais você mudou o curso de minha vida,
Você simplesmente mudou minha trajetória...

Você foi à primeira pessoa
Que não me fez refletir sobre a vida em si,
Mais você foi capaz de me fazer parar e
Olhar pra mim mesmo e refletir sobre mim mesmo.

Apartir deste momento eu não mudei
Minha vida, mais mudei a mim mesmo...
Eu não só te admiro, mais acima de tudo, te invejo...
Porque você é como o sol que não depende dos outros
Para brilhar, porque você tem brilho próprio

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Desenhos em nuvens

Hoje estava deitado
Observando o céu...
Em cada nuvem que passava
Eu via uma paisagem diferente...


Vi uma rosa branca,
E um beija-flor que pairava sobre uma linda flor...
Vi uma menina que mal andava,
De pé com uma borboleta na ponta de um dedo...

Ora e meia como miragem,
Eu à via correndo, pulando,
Sorrindo e dançando...

Hoje pela primeira vez
Fiz desenhos em nuvens...

Não sei o porquê, mais cada
Desenho que via,
Só enxergava você!!!
BJOS!!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

3 sóis

Em fim, o negrume azul da vida se foi.
Em um ensolarado dia de verão,
Esquentou o jardim florido,
A caverna do meu sepulcro.

Sai, e enxerguei 3 sóis.
Inerte, permaneci contemplando,
De olhar cério,
Jardins floridos, em meu cemitério.

Arregacei as mangas.
100 pensar comecei a lutar!
Deixei-me levar, por um ardente desejo,
100 saber onde vai dar!
Se irei sorrir, se vou chorar.

Pois ver a vida do lado d fora, é frustrante!
100 porque nem para quê...
Se provo ou desprovo...

+ guardo a certeza no peito!
Que meu mundo está feito.
Com efeito, meu sepulcro é perfeito!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

A sombra da noite

A primavera do outono se foi...
As flores murcharam,
As rosas se secaram,
A vida se foi!!

A sombra da noite à rodear
Um lindo dia de trevas...
Os rouxinóis e sabiás,
O hino Da morte a cantar...

No gram teatro da vida,
A triste morte há encenar...
Tirando os protagonistas de sena...
Nesta terra... Jamais voltará...

domingo, 15 de janeiro de 2012

ORAÇÃO

Eterno pai, e senhor Jesus Cristo!!!
Cá estou de joelhos aos teus pés,
Para glorificar e clamar o teu santo nome!!!
Peço-te perdão por minhas transgressões......

Pois estou na fossa da miséria,
Desgraça e na dor.....
Porque fui ferido e meus
Parentes e amigos se põem em distancia!!!

Ó Pai!!! Transforma-me da água para o vinho,
Assim como tu fizeste a Davi um simples pastor,
Em rei, sobre todo o Israel!!!

Que eu seja o barro, nas mãos do oleiro!
E me molde segundo a tua vontade!!!
Aplaina não somente meu coração,
Mais, sobretudo minha alma!!!!

Transformando-me em um
Homem manso de alma,
E humilde de coração!!!

Porque tu senhor me fizeste
Pouco menor que os anjos,
E de gloria e de honra, tu me coroaste!!!

Senhor meu DEUS!!! Diante de ti
Estão todos os meus desejos,
E o meu gemido, não te é oculto!!!
Porque perto de ti e do seu poder
Sou um grão de areia, em pleno oceano...
Eu, nada sou!!!

Eterno pai e senhor Jesus cristo!!!
Tenha piedade e misericórdia de
Mim não somente hoje,
Mais para todo o sempre!!!

AMEMMMMMMMMMMMMMMMMMM!!!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Roleta russa!

affffffff maria, mamãe d DEUS!!!!
+ q direi eu?
Se nada sei, do q sei!
Se no inicio me perco!
+ no fim, sempre volto ao inicio!

Meu sentimentos é 1 baralho, embaralhado!
Emaranhados num jogo d roleta russa!
Sento numa mesa d sinuca,
Logo me perco, no cassino da vida!

+ ainda sim, me vem 1 injeção d ânimos mortos...
Num passado vivo, dum futuro morto! Finado.
Ainda sim!
Levo há memória, alimentos vivos, d desejos mortos!

Como abutre!
Vivo da carniça, d sonhos mortos!
Ainda sim!
Dalem dos muros, cercas d cemitério!
D meu sepulcro, enxergo vida,
Do lado d fora, do cemitério...

Como um animal selvagem,
Fico d cara grudada,
Na gélida vidraça d meu caixão!
Eu prefiro a dor da vida!
Que a anestesia, da ilusão!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Ainda que não haja!

Mesmo que não haja lua,
Nem mesmo uma estrela,
Lá no céu brilhar...

Mesmo que não haja sol,
E todos os meus dias,
Em trevas se tornar...

Mesmo que o vento cessar,
E nem uma única folha balançar...

Mesmo que os oceanos secarem,
E nem uma única gotinha restar...

Ainda sim haverá,
Uma única esperança,
De te reencontrar...