sexta-feira, 22 de abril de 2011

ANGUSTIA


Angústia, movem
Lágrimas que rolam.
Sonhos desfeitos,
Com apenas o passado.

Alegrias esquecidas.
De desejos contidos.
Remorsos que marcam,
As angústias que há na vida.

Mente tirana,
É a alma ferida.
De um peito vazio,
É uma vida sem sentido.

É tudo tão louco.
O que é bom, nunca dura,
Sempre é tão pouco.

Felicidade de louco,
É esperar dos outros.
O carinho, que nunca
Temos, pelos outros.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

procura-se


Caminhei entre os rochedos,
E labirintos de espinhos...
Sorvi cada gota do
Mais puro e cristalino ódio!!!

Fui ao abismo, desesperado, lá gritei...
O abismo disse; não esta aqui!!!!
Fui a alto mar, e lá triste perguntei...
E o mar me disse; eu não estou com ela!!!!

Perguntei as estrelas,
Que sorrindo me disse;
Daqui não avistei...

Fui ao extremo pólo,
E lá chorando indaguei...

Caminhei pelas estradas,
Subi em altos montes,
Mergulhei em águas profundas...
Te cacei e não te achei!!!!

FELICIDADE, ONDE FOI QUE NÃO TE PROCUREI!!!

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Luta 100 ideais


Hoje sou quem não sou,
Faço o que não tenho vontade,
Luto sem ideais.

Faço o que não gosto,
Tenho o que não quero,
E gosto de quem não gosto.

Como sem vontade,
Ando por andar,
Respiro por respirar,
Faço por fazer,
Eu vivo por viver.

Penso pra fazer tudo,
E faço sem pensar em nada.
Choro quando estou rindo,
E rio quando estou chorando.

Sofro cantando,
E canto chorando.
Sinto solidão no meio de uma festa,
E quando estou só, só não sinto solidão.

Hoje eu sou tudo,
Mais nada é que sou hoje.
Hoje vivo sei que estou morto,
Mais morrendo sei, que estou vivo hoje.