sábado, 7 de agosto de 2010

CONFIÇÕES PERIGOSAS


estando eu aqui 100 nadica d nada pá fazer, quando mi lembru eu d vóz micê.
então num rezisti e vim vuando tv.

as x sou assim, meio louco, tosco, sombrio... + as x sou assim normalmente
normal!
+ o meu normal, é ser sempre assim, totalmente louco!
+ no alge d minha loucura + louca, posso ser eu mesmo.
já no meu estado normal, é normal em escrever algo em que ninguem jamais entenda.
o meu vocabulario é tosco, sou prosa dificil, + o dificil mesmo, é
compreender, tudo em q eu tento dizer.

já q nunca consigo exprimir em palavras tudo quanto passa por este
pensamento meu!
+ sou assim! aos trancos e barrancos, sigo em frente, com DEUS na minha frente, e na minha retaguarda, pra mode mi guanrdar eu!

já q só, nada sou, + tudo posso naquele q me fortalece!
ainda q chore pela madrugada fria da noite, nada temerei, caudiquê a alegria vem pela manhã!
o espirito d DEUS é a alva q se espalha sobre as trevas, d minha alma fria!
E me contento em esperar em DEUS.

já não + falarei!
pois cansei, d dizer tudo! e nada ao mesmo tempo!

perdoe-me, pelo falatorio desvairado, deste pobre morto mortal, já morto, homem mortal!
+ 1 coisa é serta!
fique com DEUS, e confie nele, e no + ele tudo fará!

bjos em teu S2!
1.000,00 perdões pelo blá ! blá !blá!